quinta-feira, 14 de abril de 2011

A Cientologia - Religião ou Seita Criminosa????

 

Fundamento da Cientologia: Origem da Doutrina

75 milhões de anos atrás, o Universo estava superlotado. Para resolver o problema, o imperador galático Xenu decidiu apelar para o genocídio. Fez trilhões de prisioneiros, trouxe-os até a Terra em naves espaciais e jogou bombas atômicas para acabar com todo mundo. Só que as almas desses seres, chamados thetans, ficaram vagando por aqui até encarnar nos primeiros Homo sapiens. E esse é o motivo de todos os conflitos e angústias da humanidade.

Parece um roteiro de filme B, mas é o fundamento da cientologia, que ficou famosa nos EUA como “seita das celebridades”. Com o astro Tom Cruise na função de vice-líder, a seita tem ou já teve como adeptos, entre outros, as atrizes Juliette Lewis, Nicole Kidman e Nancy Cartwright (que faz a voz do personagem Bart Simpson), os atores Will Smith, John Travolta e Christopher Reeve, o cantor Beck e até o comediante Jerry Seinfeld – que, mesmo ironizando a cientologia em sua série de TV, admitiu ter feito cursos ministrados pela seita. Por trás de todo esse glamour, existe um lado negro. Acusações de corrupção, lavagem cerebral, conspirações contra dissidentes e uma briga feroz contra a internet (os ensinamentos da cientologia são secretos, e a seita faz de tudo para evitar que caiam na web). Mas como uma religião tão estranha conseguiu construir um império de milhões, que diz ter adeptos em 156 países? O que realmente acontece nos cultos da cientologia? E por que ela faz tanto sucesso em Hollywood?



A Origem da Cientologia
 

A cientologia é uma seita/religião (não é reconhecida como religião em muitos paises) presente em 156 paises (segundo a propia igreja cientologica), possui um imperio de milhões de dolares... Teve origem em 1950, quando Lafayette Ron Hubbard publicou o livro Dianética – A Ciência Moderna da Saúde Mental, A obra inaugurou o ramo editorial da auto-ajuda, foi um grande sucesso de vendas e fez a fama de Hubbard.

O livro diz:que o homem é um ser imortal e que o caminho para a felicidade está em apagar da memória as experiências negativas (chamadas de “engramas”) que encontra durante a vida. “A mente armazena todas as coisas ruins que aconteceram a uma pessoa para, mais tarde, lançá-las novamente sobre ela, gerando as neuroses, psicoses e excentricidades de personalidade”, escreveu Hubbard. No livro, o autor anuncia a descoberta do que ele chama de mente reativa, uma parte do cérebro que age abaixo do nível da consciência, influenciando nossos medos, inseguranças e comportamentos irracionais. Nosso sofrimento é causado por essa mente reativa, e eliminando a dor dessa área podemos ficar mais inteligentes e viver melhor.

Hubbard ganhou um bom dinheiro com o livro, mas não estava satisfeito. Ele queria ficar muito rico. Num encontro de escritores de ficção científica, soltou a seguinte frase: “Se você deseja se tornar milionário, a maneira mais rápida de isso acontecer é fundar sua própria religião”. Elementar. Em 1954 foi inaugurada a primeira igreja da cientologia, na Califórnia, com o dinheiro já ocupando um papel central: era preciso pagar para entrar na seita, e quem trouxesse novos adeptos ganhava uma comissão de 10% sobre tudo o que eles gastassem com a cientologia. Logo em seguida, começou a busca de gente famosa. Hubbard acreditava, com razão, que o envolvimento delas poderia trazer credibilidade e novos fiéis. Em 1955, ele instituiu o Projeto Celebridade, que orientava seus seguidores a recrutar estrelas do showbiz e dos esportes. A cientologia começou a dar cursos gratuitos aos famosos e construiu os Celebrity Centers, centros de estudo que só os vips poderiam freqüentar. A seita pegou entre os famosos porque, além de assediá-los, também apela para a vaidade. Ela não tem uma divindade superior e acredita que cada indivíduo pode se tornar seu próprio deus. “A cientologia diz que, quanto mais os thetans são exorcizados do corpo, mais você se torna você mesmo. É um credo egocêntrico, e por isso os atores gostam dele”, diz Peter Alexander, ex-diretor da Universal Studios e ex-integrante da seita. Os cientologistas fazem encontros e congressos, mas não rezam. A principal atividade da seita está nas chamadas auditorias. Elas são sessões de terapia em que o fiel conta episódios dolorosos de sua vida a um auditor, que é um cientólogo mais graduado. A seita acredita que falar sobre acontecimentos desagradáveis ajuda a pessoa a limpar sua mente, aliviando a angústia. Até aí, nada muito diferente de uma sessão de psicanálise ou de confissão católica.

Só que a cientologia promete, como seu próprio nome sugere, um fundamento científico. Para acelerar o processo de limpeza, ela criou e utiliza um aparelho conhecido como eletropsicômetro (ou E-meter, em inglês). O fiel segura duas barras de ferro, que conduzem uma corrente elétrica imperceptível. Enquanto ele responde a perguntas sobre sua vida (do tipo “você já prejudicou alguém intencionalmente?”), o aparelho mede a chamada resposta galvânica, ou seja, a resistência que a pele impõe à passagem da corrente elétrica. Essa resistência muda em situações de estresse, o que supostamente permite inferir se a pessoa está mentindo. É o mesmo princípio empregado no polígrafo. O auditor usa essas informações para identificar quais assuntos merecem ser aprofundados durante as sessões. Tudo isso, é claro, custa dinheiro. Ao todo, acredita-se que seja preciso gastar mais de US$ 500 mil para chegar aos níveis mais avançados da seita – em que o fiel supostamente adquire poderes paranormais, como a capacidade de mover objetos com a força da mente e se comunicar de forma telepática. Quando chega a hora de conhecer os ensinamentos mais secretos da cientologia, os adeptos passam por um verdadeiro ritual. Recebem um dossiê e uma chave para entrar numa sala secreta onde podem ler, em um papel escrito pelo próprio Hubbard, a suposta verdade sobre a origem do homem (a história sobre Xenu e os thetans). Mas, antes de ler esse texto, são avisados: estão sujeitos a multas e processos caso revelem as informações. Afinal, se a cientologia cobra caro para revelar seus ensinamentos, é fundamental mantê-los em segredo.


Teoria da conspiração

No final dos anos 60, Hubbard criou uma força-tarefa para combater o vazamento de informações e intimidar os críticos da cientologia. Sua doutrina de defesa ficou conhecida como fair game (“jogo justo”, em inglês), mas de justa não tem nada. Vale tudo para proteger a seita: fazer ameaças de morte, forjar documentos, caluniar seus inimigos (principalmente acusando-os de crimes sexuais). Para Hubbard (e para os membros da religião), é aceitável (ou mesmo obrigatório) mentir para defender a seita. O próprio filho de Hubbard, Ronald DeWolf, declarou certa vez: “Ele é um dos maiores trapaceiros do século”. A escritora Paulette Cooper foi a primeira a sentir a ira dos cientólogos. Depois de lançar o livro The Scandal of Scientology, que acusa a seita de enganar os fiéis, ela sofreu 19 processos por calúnia, foi vítima de uma tentativa de assassinato e acabou indo para a cadeia por causa dos cientologistas, que forjaram ameaças de bomba atribuídas a Cooper. A escritora ficou 6 anos atrás das grades e só foi solta quando, em 1977, o FBI fez uma batida nos escritórios da cientologia e encontrou documentos provando que tudo havia sido uma conspiração. No início da década de 1980, 11 cientologistas do alto escalão, incluindo a esposa do guru Hubbard, foram presos e acusados de ter instalado escutas clandestinas em mais de 100 empresas e escritórios do governo.

Não foi a primeira nem a última vez que isso aconteceu. Não é raro ler, na imprensa dos EUA, histórias sobre a infiltração de membros da cientologia em agências governamentais, jornais, associações psiquiátricas e todo tipo de organização considerada inimiga dos cientólogos. “É provavelmente a seita mais inescrupulosa, terrorista, litigiosa e lucrativa que já existiu”, criticou, em uma reportagem da revista Time, Cynthia Kisser, representante da Cult Awareness Network, entidade que ajuda vítimas de seitas religiosas nos EUA. Por falar na Time, a revista também foi processada pelos cientólogos, que pediram uma indenização de US$ 415 milhões. O caso foi anulado pela Justiça, que defendeu a liberdade de expressão da revista.



Pelos poderes de Xenu!


Os materiais sagrados da cientologia foram parar onde ela mais temia: a internet. No começo deste ano, ex-adeptos da seita publicaram na rede centenas de páginas de documentos e um vídeo de treinamento cientológico estrelado pelo ator Tom Cruise (adepto da cientologia desde 1986). Os cientólogos contrataram um batalhão de advogados e gastaram mais de US$ 1,5 milhão para tentar tirar da web as informações secretas. A princípio, deu certo: o vídeo sumiu do YouTube. Mas isso despertou a fúria de alguns hackers, que recolocaram o vídeo na rede e formaram um grupo que promete revelar os segredos da cientologia: o Anonymous (“Anônimos”, em inglês). “Nós queremos provar que eles não podem mandar na internet”, diz um suposto integrante do grupo. Os cientólogos ameaçaram processar os hackers por intolerância religiosa. Mas como combater pessoas que você não sabe quem são? Nem com a ajuda do lorde Xenu! A cientologia perdeu a batalha. A seita, enfrenta ou enfrentou processos com vista a ser banida da Alemanha, da Inglaterra, da Espanha, da França e da Austrália (ainda neste artigo desenvolveremos mais isso).

O próprio Tom Cruise, que tem agido de forma estranha – durante uma entrevista, chegou a pular no sofá da apresentadora Oprah Winfrey e fez declarações comparando a psiquiatria ao nazismo. Isso deu margem a especulações sobre a sanidade mental do ator, mas dentro da seita a repercussão não poderia ter sido melhor: os cientólogos ficaram tão empolgados que alguns chegaram a aventar uma hipótese inacreditável – a filha que o ator teve com sua atual mulher, a atriz Katie Holmes, poderia ser um instrumento para que L. Ron Hubbard, morto em 1986, reencarnasse depois duma jornada de 20 anos pela galáxia. Os cientologistas que acreditam nisso dizem que a reencarnação de Hubbard seria a maior viagem de todos os tempos. Não há como discordar.



Os cientólogos têm versão própria para a origem de tudo




  • Ciência


  • Uma explosão
    O big-bang dá início ao Universo.

    A estrela da vida
    Nasce o Sol, cuja energia tornaria possível a vida na Terra.

    Animais Ccomplexos
    Surgem os primeiros mamíferos.

    O fim de uma era
    Os dinossauros são extintos, abrindo espaço para outros animais.

    A revolução da inteligência
    Surge o Homo sapiens, que viria a dominar o planeta.

    Uma nova crença
    O cristianismo começa a se espalhar pela Europa.

    A era nuclear
    Humanidade usa bombas atômicas na 2a Guerra Mundial.

    --------------------------------------------------------



  • Cientologia


  • Um barulhão
    Os seres conhecidos como thetans ouvem um ruído que dá origem ao Universo atual.

    Primeira guerra universal
    Os thetans são atacados pelos habitantes do planeta Helatrobus.

    A era nuclear
    O ditador Xenu traz os thetans para a Terra e usa bombas atômicas para matá-los.

    Lavagem cerebral
    As almas dos thetans são capturadas e obrigadas a ver filmes 3D de sexo e guerra.

    Uma relação complicada
    As almas dos thetans encarnam nos primeiros Homo sapiens.

    A salvação
    O escritor L. Ron Hubbard começa a trabalhar na criação da cientologia.

    Troca de corpo
    Hubbard morre e sua alma vai para outra dimensão; fiéis aguardam reencarnação.


    Os mandamentos da cientologia

    Para ser um cientólogo exemplar, é preciso seguir uma série de preceitos - veja abaixo os mais polêmicos

    Combaterás a psiquiatria
    Os psiquiatras são culpados por todas as mazelas do mundo, pois seus tratamentos deixam as pessoas malucas. A religião é contra remédios antidepressivos e calmantes.

    Exoulsarás os gays
    L. Ron Hubbard escreveu que a cientologia é capaz de curar a homossexualidade. Mas, se o processo não desse certo, ele sugeriu que a solução seria “desfazer-se deles [gays] sem nenhum pesar”.

    Mentirás e manipularás
    É legítimo usar todo e qualquer método necessário para “silenciar por meio do medo” os inimigos da cientologia. “A única maneira de controlar as pessoas é mentir para elas”, escreveu Hubbard.

    Manterás silêncio no parto
    Para evitar que o bebê sofra traumas psicológicos (engramas) ao sair do útero, a mãe e os médicos devem ficar em silêncio. O ato sexual deve ser silencioso.

    Não acreditarás em deus
    A cientologia despreza as outras religiões e acredita que Deus, Jesus Cristo, Buda e Maomé, entre outros, são fraudes: invenções que foram implantadas nos thetanos para deixá-los confusos.

    Evitarás a sociedade
    É preciso manter distância do mundo exterior. Quando estão se preparando para alcançar os níveis mais altos da cientologia, os fiéis não podem ver TV, ouvir rádio, ler jornal, entrar na internet, usar o telefone nem falar com pessoas de fora da seita.


    Cientologia Pelo Mundo


    FRANÇA - A justiça francesa condenou a Igreja da Cientologia a pagar uma multa de 630 mil euros por fraude, mas autorizou a continuação das actividades em França, onde é considerada uma seita que reivindica 45.000 seguidores. O governo tem vindo a fazer esforços para alertar a população sobre os perigos desta seita mas a presidente da XII Sala do Tribunal Correccional de Paris, Sophie Helene Chateau, considera que "A proibição de exercer as actividades poderia provocar uma perseguição da actividade fora do marco legal".

    O tribunal considerou que uma multa forte era mais oportuna do que a proibição pura das actividades da Associação Espiritual da Igreja da Cientologia Celebrity Centre (ASES-CC) e da livraria SEL.

    Um dos principais dirigentes da Igreja da Cientologia, que em França é considerada uma seita, Alain Rosenberg, foi condenado a dois anos de prisão com liberdade condicional, e a pagar uma multa de 30 mil euros.

    Outros três dirigentes foram condenados a penas de 10 a 18 meses de liberdade condicional e a multas de cinco mil a 20 mil euros por fraude, e dois a multas de mil a dois mil euros por "exercício ilegal da farmácia".

    O Tribunal decidiu ainda que as estruturas condenadas, Associação Espiritual da Igreja da Cientologia Celebrity Centre (ASES-CC) e a livraria SEL, devem divulgar a sentença nos jornais franceses e estrangeiros.

    ESPANHA - A Igreja da Cientologia chegou à Espanha na década de 60, através da difusão de sua doutrina, na costa mediterrânea, por meio de seu fundador, Ronald Hubbard.
    Tem no currículo acusações que vão de fraude fiscal a prática de lavagem cerebral. Porém, a Espanha – residência de dez mil cientologistas – legislou a favor dos seguidores de Hubbard. A Audiência Nacional de Madri, principal instância judicial espanhola, acatou o pedido da igreja da cientologia e a fez constar no registro de entidades religiosas.
    Assim a Cientologia passa a ser considerada uma religião na Espanha

    ALEMANHA - Na Alemanha, a Cientologia é muitas vezes vista como uma atividade comercial com interesses econômicos. Membros do movimento estão constantemente sob vigilância do Escritório Federal para Proteção da Constituição, cujo trabalho é monitorar atividades antidemocráticas. A Alemanha esteve mesmo prestes a banir a Cientologia, que por sua vez travou uma guerra, infiltrando-se em todas as areas da sociedade alema, como por exemplo oferecendo aulas a crianças com dificuldades na escola.
    O diretor da Associação Alemã de Professores de Escolas Primárias, Heinz-Peter Meidinger, disse que a organização está ciente da existência de pelo menos 30 escolas que estão oferecendo aulas particulares conduzidas por cientologistas, os quais estariam influenciando os estudantes. Ele acrescentou que o número triplicou nos últimos dez anos e pode ser ainda maior.
    A secretária de Educação de Schleswig-Holstein, Ute Erdsiek-Rave, disse que ficou alarmada com os crescentes relatos de casos de influência da Cientologia sobre crianças que recebem aulas particulares.

    No caso da aulos o esquema funciona da seguinte forma: O tutor ou a intituição oferecem, por exemplo, lições de matematica e inglês, lições de um modo geral muito boas e com qualidade para depois mudar o foco das aulas as influencias começam e muitas vezes sem que os pais se apercebam quando os tutores encorajam os estudantes a participar de outras classes, frequentemente mais caras - aproveitando-se das fragilidades e prometendo transformar o aluno numa "nova pessoa".

    Documento oficial do governo alemão para avisar os seus cidadãos sobre o perigo que representa a Cientologia

    PORTUGAL - Em Portugal a Cientologia foi reconhecida como uma religião como em todos os paises onde esta presente seus metodos são pouco claros. Abaixo segue um Link de uma reportagem alucinante de um jornalista portuguêsue que esteve infiltrao durante 3 semanas na cinetologia, tendo convivido com os membros do “staff” por cerca de três meses, chegando a ser convidado para um alto posto da “org” local.

    São surpreendentes as descobertas e servem de alerta. Clique aqui para ver a reportagem.

    WIKPEDIA - A Wikipedia proibiu a Igreja da Cientologia de editar qualquer artigo relacionado a essa religião na enciclopédia colaborativa on-line, como medida punitiva para uma série de edições controversas que vinham sendo publicadas sobre a igreja. A punição surpreende por vir de uma companhia que se orgulha de ser aberta e inclusiva

    Por 10 votos a 1, o Conselho de Arbitragem do site decidiu nesta quinta-feira (28) em favor da proibição de edições de usuários provenientes de todos os endereços IP que pertencem à Igreja da Cientologia e seus associados, além de banir alguns usuários pelo nome.




    Resumo dos pontos mais controversos da Cientologia



    DIANÉTICA (DIANETICS) Fundamental para compreender a Cientologia

    A Dianética é um dos pilares e uma das principais formas de atrair novos “adeptos” para a organização. Ela é sempre apresentada como a “ciência” utilizada pelos artistas de Hollywood e principal motivo de seu sucesso, mas sua principal característica é ser a porta de entrada da Cientologia

    L. Ron Hubbard afirmou ter descoberto que os seres humanos possuem uma “submente”, que ele batizou de “mente reativa“. Esta mente estaria sempre consciente, gravando tudo que acontece ao redor do seu portador, desde o início de sua “existência”, incluindo-se suas vidas passadas. Diante de um acontecimento negativo ou trágico, a mente reativa grava a dor física e mental sofrida pelo seu portador em um “engrama”, algo equivalente à nossa lembrança). Quando passamos por uma situação similar, a mente reativa inflige na “mente analítica” aquela dor armazenada anteriormente. Esta seria a razão da “mente reativa” ser a fonte de todos os infortúnios da humanidade.

    Hubbard e sua organização afirmam que as descobertas “científicas” de Hubbard decorreram de anos de pesquisas, porém nenhuma evidência, tais como arquivos, anotações originais, testemunhos de outras pessoas estudadas ou envolvidas ou outros documentos decorrentes de tal extensa pesquisa jamais foram apresentados, nem mesmo aos seus seguidores.

    A “descoberta” de L. Ron Hubbard foi, e continua sendo, ignorada pela ciência e medicina tradicionais. O consenso geral é que grande parte, ou pelo menos as partes aproveitáveis de suas “descobertas”, são apenas adaptações (boas ou más) ou interpretações de idéias e conceitos médicos, filosóficos ou religiosos muito mais antigos que a Cientologia.


    A CURA PROPOSTA PELA CIENTOLOGIA

    A Cientologia prega que para se livrar da “mente reativa” e dos “engramas”, o paciente deve se submeter à pseudoterapia de regressão batizada de “audition” (audição), onde o paciente é assistido por um “auditor” ou ministro da Cientologia.

    O procedimento da audição é muito simples. O auditor ou ministro, com o auxílio do E-meter (aparelho que a própria Cientologia define como “artefato religioso”, uma vez que seu funcionamento não é mais segredo na atualidade) e através de comandos verbais, “manda” o paciente recordar certos períodos desta e de outras vidas passadas. Durante a sessão, o auditor e a vítima discutem temas que vão desde preferências sexuais a relacionamento com familiares, amigos e colegas de trabalho. A repetição do processo, em tese, remove o engrama e liberta o paciente

    O paciente que eliminar todos os engramas de sua mente reativa atinge o estado de “Clear“, ou seja, torna-se uma pessoa “livre” de toda e qualquer psicose, neurose, compulsão ou repressão.

    O livro de Hubbard, apesar de não ter se baseado em pesquisas científicas sérias, foi inicialmente um sucesso de vendas por ser pioneiro no conceito de auto-ajuda.

    A APA (American Psychiatric Association – Associação Americana de Psiquiatria) e a “National Mental Health Association” (Associação Nacional de Saúde Mental dos EUA) reprovaram as técnicas “descobertas” por Hubbard por não ter nenhum fundamento científico.

    Segundo Jon Atack, ex-arquivista e crítico da organização que reuniu um fantástico arquivo sobre Hubbard e sua seita, a Dianética é uma cópia de técnicas abandonadas por Freud, onde experiências traumáticas eram reencenadas.


    PONTE PARA A LIBERDADE TOTAL

    Segundo a teoria da Cientologia, um indivíduo poderá alcançar sua total liberdade, e assumir o controle do MEST (matéria, energia, espaço e tempo) percorrendo o que chamam de “The Bridge to Total Freedom” (Ponte para a Liberdade Total).

    A ponte é dividida em vários níveis, onde o paciente primeiramente busca o estado de “Clear” e depois o de “Operating Thetan”.

    Há duas rotas que podem ser seguidas pelos membros da organização. Para os mais endinheirados, basta comprar os materiais, audições e pagar pelos cursos vendidos pela organização. Outro caminho, para os menos abastados, seria o de trabalhar para a organização em troca de todo este “conhecimento”, após a assinatura de um contrato de trabalho de um bilhão de anos.

    Segundo informações prestadas em um processo judicial por uma das porta-vozes da Cientologia, Karin Pouw, somente 10% (dez porcento) dos cientologistas são convidados para o último nível (OT VIII). Estima-se que, para chegar a este nível, o fiel já deverá ter desembolsado aproximadamente U$ 360 mil (aproximadamente R$ 700 mil).

    O nível OT III somente pode ser alcançado em FLAG, o quartel general da Cientologia, na cidade de Clearwater, Flórida. O nível OT VIII deve ser obtido no luxuoso iate da igreja, batizado de Freewinds, operado pela Majestic Cruise Lines.


    TÁTICAS CRIMINOSAS DA ORGANIZAÇÃO

    público e notório que a organização gasta milhões de dólares com advogados e detetives particulares para processar e espionar qualquer pessoa que se mostre uma ameaça aos seus negócios. Segundo uma matéria da revista Time Magazine (uma das mais conceituadas do mundo), de 1991, já naquela época a organização gastava cerca de R$ 40 milhões por ano com mais de 100 advogados.

    Nas palavras de L. Ron Hubbard:

    “O propósito do processo judicial é assediar e desencorajar, mais do que ganhar. A lei pode ser facilmente utilizada para assediar, e esse assédio em alguém que está de qualquer forma no limite, bem, sabendo que ele não está autorizado, geralmente será suficiente para causar sua morte profissional. Se possível, é claro, arruínem-no até ao extremo.“ – L. Ron Hubbard, A Manual on the Dissemination of Material (1955)

    Outra tática bastante conhecida e mencionada pelos críticos é a manipulação das confissões feitas por seus fiéis nas audições, para coagi-los a não revelar a ninguém o que ocorre dentro da organização. As confissões de seus fiéis, durante as auditorias, são transcritas e guardadas pela organização, muitas vezes sem o conhecimento dos auditados.

    Jason Beghe, ex-ator e narrador de diversos filmes de propaganda da Cientologia, comenta sobre essa suposta confidencialidade das confissões obtidas dos auditados. Ele relata ter ouvido de um diretor de filmes de propaganda da organização que determinado ator não poderia participar mais das propagandas porque estava traindo sua esposa, fato que, teoricamente, somente o auditor daquele ator deveria ter conhecimento.


    Desligamento da Família e Amigos

    Ao contrário de todos os outros ensinamentos religiosos, morais, filosóficos ou familiares existentes no mundo, que pregam um amor incondicional à família, amigos e demais seres humanos, a seita da cientologia prega um amor condicionado: os adeptos são condicionados a amar, aceitar e se relacionarem somente com as pessoas que não critiquem ou atuem contra a organização.

    Neste sentido, a Cientologia, como toda seita, apresenta-se como uma família substituta. Quando um de seus pacientes enfrenta dificuldades com a opinião de familiares ou amigos a respeito da organização, ela impõe, de forma explícita ou velada, a prática da desconexão (Disconnection), que é o desligamento completo do paciente das pessoas críticas à seita.

    Trata-se de uma política escrita de próprio punho pelo próprio L. Ron Hubbard.


    OS HOMENS NO COMANDO DA ORGANIZAÇÃO

    Com a morte de L. Ron Hubbard em 1986, David Miscavige, um de seus assistentes pessoais, começou a assumir a direção dos negócios. Miscavige ganhou fama e poder expulsando Mary Sue Hubbard, esposa de Hubbard, após o escândalo da descoberta da Operação Snow White

    TOM CRUISE - Segundo o escritor Andrew Morton, autor da biografia não-autorizada de Tom Cruise, o ator é de fato o segundo no comando da organização.




    CIENTOLOGIA NA MÍDIA NACIONAL E INTERNACIONAL:

    - Revista Penthouse – Entrevista com L. Ron Hubbard Junior (1983)
    - Time Magazine – Cientologia: a Próspera Seita da Ganância e do Poder (1991)
    - Harmon Leon – Minha Vida Como Celebridade na Cientologia (1995)
    - Jornal Expresso, Portugal – Diário de um Crente (1997) – Três meses infiltrado na Cientologia.
    - Revista Veja – Crença de Outra Galáxia (2005)
    - Revista Rolling Stone – Por Dentro da Cientologia (2006)
    - Folha de São Paulo – Procura Pela Cientologia Cresce 30% nas Sedes de São Paulo (2006)
    - BBC – Programa Panorama – A Cientologia e Eu (2007)
    - The Village Voice – Correndo Amedrontado (2008) – Karin Pouw, porta-voz da Cientologia, admite que eles acreditam que Jesus foi uma invenção, fato que é negado quando em público.
    - Revista Stern, Alemanha – Jornalista Fredy Gareis Infiltra-se na Cientologia por 5 Meses (2008)
    - Revista Superinteressante: Nos Embalos da Cientologia (2008)
    - Revista Elle – Cientologia a Religião dos Superstars (2008)
    - BBC e Globo – Cientologia é Condenada por Fraude na França (2009)
    - A Cientologia exposta pelo Today Tonight (2010)
    - The New York Times – Rompendo com a Cientologia (2010)
    - “Four Corners” – The Ex-Files (2010)









    Videos que a Cientologia não quer que você veja...

    Cientologia: “The Ex-Files”
    A Cientologia Exposta pelo Today Tonight, Canal 7, Austrália.
    A Cientologia é Condenada por Fraude na França
    “Justiça Sem Limites”
    [Vimeo 9713399]
    “Religulous”
    [Vimeo 9691883]
    Panorama: “Scientology and Me”

    “South Park”

    Cientologia na Espanha – Câmera Oculta

    Anonymous

    Em português:

    Jason Beghe



    Sites Oficiais da Cientologia

    Este blog tem como objectivo informar as pessoas, não queremos formar a tua opnião, queros mostrar diferentes pontos de vistas, e denunciar aquilo que ao nosso entender faz parte de uma sociedade doente...
    Como tal, segue abaixo alguns sites oficiais da Cientologia:
    Igreja Portuguesa de Cientologia
    Site Oficial da Cientologia EN

    Recomendo a leitura do site seguinte, tem muitos artigos e diferentes videos... esta muito completo.  http://cientonetica.wordpress.com/indice/



    Sem comentários:

    Publicar um comentário